quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Festa estranha com gente esquisita.

No dia 13 de dezembro de 2011 ocorreu o sarau avaliativo da cadeira de Poesia Brasileira, uma disciplina da letras que eu escolhi como alternativa esse semestre, visto que sou da física.
Fizemos o sarau fora da sala de aula num barzinho perto da universidade, lemos os poemas que desenvolvemos durante todo o semestre, alguns mais entusiasmado que os outros, uns na fossa, outras caindo da cadeira, mas todos com bom humor e felicidade, coisas que descobrimos no dia-a-dia da disciplina.
Contar sílabas e regrar a métrica é importante mas como disse "el monitor" a diversão é o que importa.
Saíram poemas muito bons, outros curtos, algumas paráfrases e até uma declaração de amor.
O professor, um cara incrível, leu seus poemas velhos, nos filmou, reclamou e sorriu.

Interagimos,
Sorrimos,
Brincamos,
Nos divertimos,

E descobrimos a felicidade aos olhos do poeta.

Nenhum comentário: