quarta-feira, 6 de junho de 2012

Distância.

Não estou ao seu lado agora, nem sou quem lhe arranca, tão pouco posso te abraçar.
Mas ainda pensas em mim, permeio teu sono e invado-lhe os sonhos.
Imaginou por tantas vezes como seria largar seu companheiro perfeito e se aventurar comigo.
Afinal, sou a pessoa certa para coisa errada.

Nenhum comentário: