quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Saudade.

" Dentre os medos que tenho, carrego em meu peito
o orgulho o respeito, desta terra em que vivo, e com todos que convivo, tenho mais do que respeito, pois este é meu jeito, e de orgulho me adianto, todo dia em que levanto, e percebo quem sou, os lugares onde estou, e a razão por qual nasci, e que desde guri, trago a humildade comigo, sem temer o perigo, pois Deus me resguarda, e quem discorda me perdoa, mas não ha dor que magoa, como a tal da saudade, que num segundo me invade, e de vereda me rasga o peito, me deixando sem jeito, me passa a vida diante os olhos, como se fosse um desenho e dentre os medos que tenho, és tu saudade que me fortalece em segredo..."

Jônatas Quadros

Nenhum comentário: