sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Espelho.

Os dias correm, somem e eu nem me recordo de sua voz, quase não lembro do seu rosto.
A ferida vai se fechando, não há cura, a dor termina, mas a cicatriz sempre ficará.
As lembranças ruins se tornaram borrões, lapsos de memória.
Te perdendo eu cresci tanto, que talvez tenha sido melhor a perda, a experiência não lhe ter, mas sim te perder.
Estou mais tranquilo comigo, me conheço melhor.
Hoje descobri que: Todo o relacionamento é um espelho que revela a identidade de quem você realmente é.

Nenhum comentário: